Dia do Orgulho LGBTQIA+. Porque ele é necessário.

Dia do Orgulho LGBTQIA+. Porque ele é necessário.

Dia do Orgulho LGBTQIA+. Porque ele é necessário.

01/07/2020

Um dia para refletir e comemorar

Poucos conceitos são absolutos. Na maioria esmagadora das vezes, as histórias que compõem nossas vidas estão sujeitas à interpretações, percepções de acordo com o olhar de cada um. Entre as exceções, o que não está (ou não deveria estar) aberto para discussão, é a tolerância com qualquer tipo de injustiça. Afinal, preconceito é isso: o espaço que damos, como sociedade, para a discriminação com base em fatores absolutamente irrelevantes em ambientes comuns. A orientação sexual deveria ter o mesmo peso na trajetória de alguém que tem a cor de seus olhos, o número de sapato que calça ou o tipo de comida que mais gosta. Como bem diz Dr Drauzio Varella, se te incomoda o fato do seu vizinho dormir com outro homem ou da sua colega de trabalho ser apaixonada por uma mulher, você não está legal, procure um psiquiatra.
Aqui, vale o mesmo para o preconceito contra outras minorias: as posições que tomamos nas situações mais simples é que vão construir o futuro. Rir de piadinha homofóbica, lançar aquele olhar repressor ao um casal gay de mãos dadas, repetir (se achando super liberal) que só não quer ter filho homossexual para que a criança não sofra, achar que "tudo bem ser gay, não precisa ser afeminado"... enfim, tudo isso alimenta uma cultura que humilha, exclui e mata gente ao redor do mundo.
Se você acha que não é tão grave assim, temos duas sugestões de filme que mostram os efeitos devastadores da homofobia: "Jogo da Imitação", que conta a história do cara que foi fundamental para o fim da 1aGM e "The Normal Heart", sobre a demora do governo norte americano para responder à epidemia de AIDS, por achar que o vírus "só contaminava gays".
Por isso tudo é que precisamos do Dia do Orgulho LGBTQIA+, pra refletir o nosso papel e celebrar, senão a realidade, a perspectiva de que um dia vamos viver em um mundo onde o amor (porque é disso que se trata) não seja tema de debates polêmicos.
Gostou do post? Tem mais aqui

Impermanência
01-28-22

Têm dias em que acordamos com o pé direito, felizes, com um sorriso no rosto, dando bom dia para as pessoas com as quais vivemos, para as pessoas que encontramos no elevador, para os passarinhos, as flores e até para a nossa própria sombra. Mas t ...

SAIBA MAIS
Falar sobre empatia é fácil
01-28-22

Falar sobre empatia é fácil. O difícil é colocá-la em prática. Exercer empatia é um desafio horário porque, não raro, nos deparamos com situações desconfortáveis que colocam em cheque nossas certezas. Sempre que posso, pergunto se é mais ...

SAIBA MAIS
A comunicação feminista pode salvar vidas
01-28-22

Jornalistas amam dados, números que ajudam a mostrar o tamanho de um problema ou da solução. O índice de analfabetismo de um país, números de mortos em uma guerra, a quantidade de pessoas infectadas por uma nova doença. Acontece que, depende ...

SAIBA MAIS
Pela Vida Segura das Crianças e Adolescentes Paulistas
01-28-22

Cada vida adolescente importa, e é possível e urgente prevenir mortes violentas na adolescência. Essa certeza orienta a atuação do Comitê Paulista pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CPPHA) frente ao desafio da violência letal qu ...

SAIBA MAIS
Apaixonada por Histórias por Luanda Vieira
01-28-22

A jornalista Luanda Vieira conta sua história para blog do Instituto Mundo Aflora. Uma mulher sonhadora e determinada que conquistou seus sonhos e que nos inspira. ...

SAIBA MAIS
Por que escolhi o Mundo Aflora?
01-28-22

Relato da nossa voluntária Sara Almeida sobre o primeiro encontro com as jovens meninas que estão dentro das unidades da Fundação CASA, na cidade de São Paulo, pela primeira vez desde que se tornou parte do time. ...

SAIBA MAIS
Rights, Opportunities and Choices: A day with Instituto Mundo Aflora
01-28-22

Lucas Neustadt (he/him) is a volunteer that does English language translation for Instituto Mundo Aflora. He recently went on a trip inside the detention centers with the team and felt compelled to write about his experience. He would like you to kno ...

SAIBA MAIS
30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente
01-28-22

A 30 anos o Brasil fez uma escolha que mudou os rumos da política pública da infância e adolescência em nosso país, promulgando aquele que seria, e ao nosso ver ainda é, a mais importante legislação infra-constitucional do país: O Estatuto d ...

SAIBA MAIS
Minha história, contada por mim.
01-28-22

Jessica* é uma jovem que teve que amadurecer cedo demais, com 9 anos, com a infância roubada acabou se envolvendo com amizades erradas e passou um tempo no sistema socioeducativo. Você já parou para escutar a história de uma jovem com esse passa ...

SAIBA MAIS
Gota no Balde
01-28-22

Podemos ser a primeira ou a última gota no balde de alguém, mas o que importa é sabermos que podemos todos impactar a vida de outra pessoa e contribuir para a sua transformação pessoal. ...

SAIBA MAIS
Setembro Amarelo. A importância de falar sobre o que se sente
01-28-22

A campanha Setembro Amarelo é uma iniciativa para ajudar a acabar com o tabu de se falar sobre suicídio. O que preocupa no Brasil é que o maior aumento de suicídios é registrado entre jovens de 15 a 25 anos. Precisamos falar abertamente sobre o ...

SAIBA MAIS
Vozes Negras, Um Assunto de Todos Nós
01-28-22

Ter voz não é só ter permissão para “falar”.  Ter voz é falar e ser verdadeiramente escutado, é ser considerado e respeitado como cidadão e como ser humano. ...

SAIBA MAIS
Todo Dia é Dia de Doar
01-28-22

Doar não deve ser apenas uma forma de reparar e aliviar nossas atitudes consumistas.  ...

SAIBA MAIS
72 Anos da Declaração dos Direitos Humanos.  Uma data para celebrar ou refletir?
01-28-22

72 Anos da Declaração dos Direitos Humanos Uma data para celebrar ou refletir? ...

SAIBA MAIS
Minha história contada por mim, Esther.
01-28-22

Meu nome é Esther e quero contar minha história para vocês. ...

SAIBA MAIS